ESTALÃO DO BARBADO DA TERCEIRA

ORIGEM: Ilha Terceira - Açores - Portugal

UTILIZAÇÃO: Cão de condução de gado por excelência, muito ágil e dinâmico, conduz e junta o gado com grande facilidade, sendo utilizado também no maneio do gado bravo. É utilizado ainda como cão de guarda, função que desempenha com eficácia. Devido ao seu carácter afável e de ensino fácil é um bom cão de companhia.

CLASSIFICAÇÃO: 1º Grupo, Cão boieiro.

BREVE RESUMO HISTÓRICO: Com o início do povoamento das ilhas açoreanas, foi necessário controlar e recolher as várias espécies de gado aí introduzidas logo após a sua descoberta. Diversos tipos de cães, entre eles alguns utilizados no continente no maneio do gado, terão chegado aos Açores.
O “Barbado” provavelmente evoluiu de cães trazidos pelos povoadores a partir do Séc. XV e que eram utilizados na recolha de gado bravo. Não nos devemos também esquecer que ao longo dos séculos seguintes vários povos acompanhados pelos seus cães, em trânsito pelas ilhas, terão influenciado decisivamente o que é hoje o Barbado.

ASPECTO GERAL: Cão rústico, com corpo forte e bem musculado, coberto de pêlo comprido, abundante e ondulado.

PROPORÇÕES IMPORTANTES: Cão sub-longilíneo, em que o comprimento do corpo é ligeiramente superior à altura ao garrote. O comprimento do crânio é ligeiramente superior ao comprimento do chanfro.

COMPORTAMENTO / CARÁCTER: Cão companheiro e fiel ao dono, inteligente, de ensino fácil, alegre, meigo e voluntarioso, personalidade forte.

CABEÇA: Forte, sólida e proporcional ao corpo. As linhas craniofaciais superiores são paralelas. O comprimento do crânio é ligeiramente superior ao comprimento do chanfro.

REGIÃO CRANIANA:

Crânio: Tamanho médio, ligeiramente abaulado. A depressão longitudinal mediana começa aproximadamente no terço posterior do chanfro, prolongando-se até metade do crânio. Arcadas supraciliares não salientes. A crista occipital é marcada.

Chanfradura Nasal (Stop): Pouco pronunciada.

REGIÃO FACIAL:

Trufa: Grande, cúbica e recta. Bem pigmentada de cor negra admitindo-se o castanho nas pelagens amarelas e branco sujo.

Chanfro: Forte, cilíndrico e recto na sua linha superior. É largo com faces laterais paralelas. Maxilares bem desenvolvidos.

Lábios: Firmes, grossos e bem pigmentados. Comissura labial pouco evidente.

Dentes: Fortes, sólidos, com caninos bem desenvolvidos. A dentição articula em tesoura ou em pinça.

Faces: Secas de pele aderente.

Olhos: Tamanho médio, com posicionamento semi-frontal, horizontal, de formato oval, expressivo e inteligentes. Cor de mel a castanho escuro. Pálpebras bem pigmentadas.

Orelhas: Inserção média a alta, triangulares, de tamanho médio. Pendentes, quebradas e bem revestidas de pêlo. Têm mobilidade de porte e em atenção levantam na base e dobram para a frente.

PESCOÇO: Médio, sólido e bem musculado. Bem implantado nos ombros, suportando a cabeça com dignidade.

TRONCO:

Linha superior: Recta e horizontal.

Garrote: Largo, proporcionando uma boa ligação da linha do pescoço com a linha do dorso.

Dorso: Largo, flexível e bem musculado.

Lombo: Curto e bem unido à garupa.

Garupa: Robusta e ligeiramente descaída.

Peito: Largo e profundo, chegando aos codilhos. Costelas bem arqueadas, com boa capacidade torácica.

Linha inferior e ventre: Ascendente com ventre ligeiramente recolhido.

CAUDA: Implantação média a baixa. Encurtada até à terceira vértebra ou inteira de tamanho médio, sem ultrapassar o curvilhão. Em repouso a cauda cai e encurva na parte inferior. Admitem-se anuros.

MEMBROS:

MEMBROS ANTERIORES: Verticais de ossatura larga, bem musculados e bem aprumados.

Espáduas: Bem desenvolvidas e oblíquas.

Angulação escápulo–umeral: Aberta.

Braços: Forte, com os codilhos aderentes ao corpo.

Antebraços: Verticais.

Carpos: Fortes.

Metacarpos: Ligeiramente inclinados.

Mãos: Grandes e ovais com dedos bem arqueados e almofadas plantares grossas e resistentes. Unhas fortes.

MEMBROS POSTERIORES: Robustos e bem musculados. São bem angulados,
denotando grande capacidade de impulso.

Coxas: Bem desenvolvidas e bem musculadas.

Pernas: Compridas. Bem desenvolvidas.

Angulação fémuro-tibial: Fechada.

Tarsos: Fortes.

Metatarsos: Fortes, em posição praticamente vertical com jarretes curtos.

Pés: Ovais, dedos bem unidos e arqueados com membrana interdigital não muito pronunciada, podendo apresentar presunhos.

ANDAMENTOS: Andamentos ágeis e com boa impulsão, permitindo bruscas mudanças de direcção e transição de movimentos. Passo ligeiramente bamboleante, trote elástico com bom alcance e suspensão. O galope é enérgico e rápido.

PELE: Fina, pigmentada e aderente.

PELAGEM: Comprida, farta, ligeiramente ondulada, nem lisa nem encaracolada, com subpêlo abundante em todo o corpo. Admite-se a tosquia de trabalho encurtando o pêlo uniformemente, devendo esta apresentação ser a utilizada em exposições de beleza.

Pêlo: Forte, ligeiramente grosseiro mas não áspero. Abundante em toda a cabeça, no focinho e sobre os olhos, onde cai para a frente. Farto na zona mandibular, originando as barbas de onde lhe advém o nome. Nos membros o pêlo é abundante, inclusive entre os dedos. Abundante na cauda até à ponta.

Cor: Amarelo, cinzento, preto, fulvo e lobeiro nas tonalidades claro, comum e escuro, podendo ser manalvos, pedalvos, quadralvos, com frente aberta, encoleirados e com malhas brancas no peito, ventre e ponta da cauda.

ALTURA E PESO:

Altura ao garrote: Machos: 52 a 58 cm

Fêmeas: 48 a 54 cm

Peso: Machos: 25 a 30 Kg (discutível)

Fêmeas: 21 a 26 Kg

DEFEITOS: Qualquer desvio em relação ao estalão deve ser considerado como falta e penalizado na exacta proporção da sua gravidade e das suas consequências na saúde e bem estar do cão.

DEFEITOS GRAVES

Comportamento e carácter: Timidez e agressividade.

Trufa: Almarada.

Chanfro: Ponteagudo e estreito.

Pelagem: Pêlo mole e sem subpêlo. Com malhas para além das áreas definidas.

Altura: Excessiva (acima de 60 cm) ou diminuta (abaixo dos 48 cm).

Andamentos: Movimentos sem alcance e propulsão.

DEFEITOS ELIMINATÓRIOS (DESQUALIFICAÇÕES):

Maxilas: Prognatismo. Endognatismo.

Olhos: Total ou parcialmente azuis.

Pelagem: De cor castanha ou mosqueada.

Todo o cão que apresentar qualquer nível de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.

Nota: Os machos devem sempre apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos no escroto.


Fonte: Clube Português de Canicultura 









TERCEIRA CATTLE DOG STANDARD


ORIGIN: Terceira Island – Azores – Portugal.

UTILIZATION: Cattle conducting dog by excellence, very agile and lively, herds and
gathers cattle with great ease, also being used in handling wild cattle. It is also very
efficiently used as a guard dog. Due to its pleasant character and ease of train it is also a
good companion dog.

CLASSIFICATION: Group 1 Sheepdogs and Cattle Dogs (except Swiss Cattle
Dogs).

BRIEF HISTORICAL SUMMARY: With the beginning of settlement in the Azores
islands, it was necessary to control and gather several species of introduced cattle.
Several types of dogs, some of which used in the mainland to handle cattle, shoould
have arrived to the Azores by then.
The “Barbado” probably evolved from dogs used in gathering wild cattle brought by the
settlers since the 15th century. It should be kept in mind that over the next centuries
many people travelling with their dogs through the islands will have decisively
influenced the present Barbado.

GENERAL APPEARANCE: Rustic, with a strong and well muscled body, covered
with long, abundant and wavy hair.

IMPORTANT PROPORTIONS: Sub-longilinear (sub-dolicomorph), with body
length slightly superior than height at the withers. Skull length is slightly superior than
muzzle length.

BEHAVIOUR / TEMPERAMENT: Loyal companion to its owner, intelligent, easy to teach, joyful, docile and willful, strong personality.

HEAD: Strong, proportional to the body. Parallel longitudinal superior cranium-facial
axes. Skull length is slightly superior to muzzle length.

CRANIAL REGION:

Skull: Medium sized, slightly curved. The frontal furrow begins approximately at the
posterior third of the muzzle, continuing to half the skull. Inconspicuous supraciliary
arches. Pronounced occipital protuberance.

Stop: Barely defined.

FACIAL REGION:

Nose: Large, cubical, straight. Well pigmented, black, brown admissible in yellow and whitish coats.

Muzzle: Strong, cylindrical and straight at the nasal bridge. It is wide with parallel
lateral faces. Well developed jaws.

Lips: Firm, thick and well pigmented. Unapparent commissure.

Teeth: Strong, solid, well developed canines. Scissors or level bite.

Cheeks: Lean with tight skin.

Eyes: Medium sized, semi-frontal position, horizontal, oval shaped, expressive and
intelligent. Honey to dark brown in colour. Well pigmented lids.

Ears: Medium to high set, triangular, medium sized. Hanging, folded and hairy. They
are very mobile and when attentive raise at the base and fold forward.

NECK: Medium sized, strong and well muscled. Well set into the shoulders, carrying
the head with dignity.

BODY:

Top line: Straight and horizontal.

Withers: Wide, conferring a good connection between the neck line and the top line.

Back: Wide, flexible and well muscled.

Loin: Short and well set into the croup.

Croup: Robust and slightly sloping.

Chest: Wide and deep, reaching the elbows. Well sprung ribs, with good thoracic
capacity.
Bottom line and belly: Uprising, with slightly tucked in belly.

TAIL: Medium to low set. Docked by the third vertebra or entire of medium size,
without reaching below the hock. At rest hangs and curves at the inferior tip. Anurous is admissible.

LIMBS:

FOREQUARTERS: Vertical with broad bones, well muscled and upright.

Shoulder: Well developed and slant.

Scapula-humerus angle: Open.

Upper arm: Strong, with elbows close to the body

Forearm: Vertical.

Carpus (Pastern joint): Strong.

Metacarpus (Pastern): Slightly sloping.

Forefeet: Big and oval with well arched toes and thick and hard pads. Strong nails.

HINDQUARTERS: Robust and well muscled. Good angulations, providing good
propulsion.

Thigh: Well developed and well muscled.

Legs: Long. Well developed.

Stifle joint: Closed.

Hock: Strong.

Metatarsus: Strong, almost vertical, short.

Hind feet: Oval, tight and arched toes with not very pronounced toe web, may have
dewclaws.

GAIT/MOVEMENT: Agile movement with good propulsion, allowing sudden
changes in direction and transition between gaits. Slightly ambling walk, swift trot with good reach and suspension. The gallop is energetic and fast.

SKIN: Thin, pigmented, tight.

COAT: Long, dense, slightly wavy, neither straight nor curled, with abundant
undercoat all over the body. Work clipping is admissible, shortening the coat evenly,
and should be used in conformation dog shows.

HAIR: Strong, slightly thick but not harsh. Dense in the whole head, muzzle and over
the eyes, covering them. Abundant in the jaws, forming the beards that give the breed its name. In the limbs the hairs is dense, including between the toes. Abundant in the tail down to the tip.

COLOUR: Yellow, grey, black, fawn and wolf grey in the pale, common and dark
shades. Can have white patches in the hands and/or feet, pectoral, throat, neck (forming a collar), chest, belly and tip of tail.

HEIGHT AND WEIGHT:

Height at the withers: 
Males: 52-58 cm.
Females: 48-54 cm.

Weight: (arguably)
Males: 25-30 Kg.
Females: 21-26 Kg.

FAULTS: 
Any departure from the foregoing points should be considered a fault and the seriousness with which the fault should be regarded should be in exact proportion to its degree.

SERIOUS FAULTS:
• Behaviour – Shyness and aggressiveness.
• Nose – Marbled.
• Muzzle – Pointed and narrow.
• Coat – Soft and without undercoat. White patches outside the limits set by the
standard.
• Height – Excessive (over 60 cm) or too low (under 48 cm).
• Movements – Without reach and propulsion.

ELIMINATING FAULTS
• Jaws – Undershot or overshot.
• Eyes – Total or partially blue.
• Coat – Brown or merle.
Any dog clearly showing physical or behavioural abnormalities shall be disqualified.
N.B.: Males animals should have two apparently normal testicles fully descended into
the scrotum.


Font: Clube Português de Canicultura (Portuguese Kennel Club)

Original translation: Carla Cruz
Adaptation: Monte de Magos